/// Correção Histórica: fotógrafa aborda questões de igualdade racial através de releitura de obras clássicas

Pinturas de nobres flamengos do período renascentista são reproduzidas em fotografias com modelos negros.

Maxine Helfman é uma fotógrafa americana que vem ganhando fama e notoriedade por suas fotografias artísticas impactantes, embora tenha começado carreira no ramo comercial. Na série Historical Correction, evidencia a questão da política de igualdade racial* ainda tão aclamada em seu país. Segundo em entrevista a The Huffington Post, Helfman conta que sua intenção é mostrar como ao longo da história houve um predomínio de não equidade racial* entre brancos e negros e como isso vem se mantendo até hoje.

No quesito estético, conservou as vestimentas e adornos típicos do período — como os colares piccadill (golas bufantes), rendas e chapéus extravagantes ao nosso olhar contemporâneo –, além das posições, olhares fixos e rostos pouco expressivos comuns àquelas pinturas. No entanto, removeu objetos e outros detalhes que normalmente as compunham para que não roubassem o foco aos rostos dos modelos e substituiu a penumbra que normalmente os envolvia por uma espécie de holofote, reforçando ainda mais o destaque. Verdadeiros primores.

A maioria dos trabalhos de cunho artístico de Helfman aborda assuntos sensíveis à sociedade, como as questões de ordem racial*, gênero, modo de vida e outras humanidades.

*Nota: Vale lembrar que cientificamente só existe uma raça humana, o que há na verdade são diferenças pontuais de caráter étnico. Negros, brancos, indígenas, asiáticos, etc. pertencem à mesma família humana.

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

Historical Correction (Correção Histórica) © Maxine Helfman

+Info: www.maxinehelfman.com | The Huffington Post | CNN

Siga-nos nas redes sociais:  

Criar Post
envie seu trabalho ou achado inspirador

O que achou disso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *