Pintura monumental feita com caneta e tinta em três anos e meio

O artista japonês Manabu Ikeda dedicou os últimos três anos e meio, trabalhando em média 10 horas por dia em seu estúdio dentro do Chazen Museum of Art em Madison, Wisconsin, na criação de uma pintura monumental hiper detalhada que mede quase 4 m de largura por 3 m de altura, utilizando principalmente uma caneta tinteiro para produzi-la.

A obra intitulada Rebirth (Renascimento) ilustra uma árvore gigantesca à beira mar sendo atingida por uma onda de mesmas proporções em primeiro plano, ao se observar de longe. Mas que revela uma variedade incontável de detalhes e pequenas histórias secundárias se desenvolvendo no corpo e ao redor da grande cerejeira — um dos símbolos icônicos do Japão –, ao se analisar de perto. A inspiração por trás da ideia de renascimento veio da percepção do artista sobre a catástrofe causada pelo tsunami, e consequente desastre na usina nuclear de Fukushima, ocorrida em seu país anos atrás. Os amontoados de objetos reproduzidos na pintura remetem ao caos resultante da tragédia.

Uma tradução exuberante e delicada da força da vida e seu poder de reconstrução, que também são características marcantes do povo japonês.

+Info: mizuma-art.co.jp (h/t: Fubiz e Colossal).

manabu-ikeda-facebook

Siga-nos nas redes sociais:  

Criar Post
envie seu trabalho ou achado inspirador

O que achou disso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ei, você precisa estar conectado antes...

ou

Registrar-se

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Register

Fechar
de

Processando arquivos…